quinta-feira, 5 de março de 2015

MISSA QUARTO DOMINGO DA QUARESMA - 15.03.2015


4º Domingo da Quaresma - DEUS ENVIOU SEU FILHO PARA QUE O MUNDO SEJA SALVO POR ELE”
  15/03/2015
01-REFRÃO MEDITATIVO
a)Convertei-vos, voltai a mim, e eu voltarei a vós. Renunciai a vossos ídolos. Convertei-vos e vivereis! (3x)
 b)Eis o tempo de conversão, eis o dia da salvação: ao Pai voltemos, junto andemos, eis o tempo de conversão. 

02-CANTO INICIAL
1. Em meio às angústias, vitórias e lidas/ no palco do mundo, onde a história se faz /sonhei uma Igreja a serviço da vida./Eu fiz do meu povo os atores da paz!/ (bis)
 
Quero uma Igreja solidária, servidora e missionária, que anuncia e saiba ouvir. A lutar por dignidade, por justiça e igualdade, pois "Eu vim para servir" 
 
2. Os grandes oprimem, exploram o povo, /mas entre vocês bem diverso há de ser./Quem quer ser o grande se faça de servo:/ Deus ama o pequeno e despreza o poder/(bis)
 
3. Preciso de gente que cure feridas,/que saiba escutar, acolher, visitar./Eu quero uma Igreja em constante saída /de portas abertas, sem medo de amar!/ (bis)
 
4. O meu mandamento é antigo e tão novo: /Amar e servir como faço a vocês./Sou mestre que escuta e cuida seu povo, /um Deus que se inclina e que lava seus pés/(bis)
 
5. As chagas do ódio e da intolerância /se curam com o óleo do amor-compaixão /Na luz do Evangelho, acende a esperança./Vem! Calça as sandálias, assume a missão!/(bis)

03-MOMENTO DE PERDÃO 01  
Rezado:
P: - Senhor, pelas vezes que somos indiferentes ao sofrimento alheio e nos fechamos em nosso
próprio bem-estar. Nós vos pedimos perdão.
TODOS: Senhor tende piedade de nós.
P: - Cristo, pelas vezes em que não estamos atentos ao mundo em que vivemos e não nos colocamos a serviço para construir uma sociedade mais justa, fraterna, solidária e pacífica. Nós vos pedimos perdão.
TODOS: Cristo, tende piedade de nós.
P: - Senhor, pelas vezes que nos afastamos de Vós e não saímos ao encontro de nossos irmãos (ãs) que estão desencantados e desiludidos e precisam ser acolhidos e ajudados em nossas comunidades. Nós vos pedimos perdão.
TODOS: Senhor, tende piedade de nós.

MOMENTO DE PERDÃO 02 – Cantado
1 - Pecador, agora é tempo de pesar e de temor: serve a Deus, despreza o mundo, já não sejas pecador!
2 - Neste tempo sacrossanto o pecado faz horror: contemplando a cruz de Cristo, já não sejas pecador!
3 - Pecador arrependido, pobrezinho pecador, vem, abraça-te contrito com teu Pai, teu Criador!
4 - Compaixão, misericórdia, vos pedimos, Redentor: pela Virgem, Mãe das dores, perdoai- nos, Deus de amor!

04. Salmo Responsorial (136)
Que se prenda a minha língua ao céu da boca,se de ti, Jerusalém, eu me esquecer! (bis)
- Junto aos rios da Babilônia nos sentávamos chorando, com saudades de Sião. Nos salgueiros por ali penduramos nossas harpas.
- Pois foi lá que os opressores nos pediram nossos cânticos; nossos guardas exigiam alegria na tristeza: “Cantai hoje para nós algum canto de Sião!”
- Como havemos de cantar os cantares do Senhor numa terra estrangeira? Se de ti, Jerusalém, algum dia eu me esquecer, que resseque a minha mão!
- Que se cole a minha língua e se prenda ao céu da boca, se de ti não me lembrar! Se não for Jerusalém minha grande alegria!

05-CANTO DE ACLAMAÇÃO
Glória a Vós, ó Cristo, verbo de Deus! (2x)
1 - Tanto Deus amou o mundo, que lhe deu seu Filho único; todo aquele que crer nele, há de ter a vida eterna.

06-RESPOSTA ÀS PRECES
Rezado: Renovai-nos, Senhor, no vosso Espírito.

07- Oração da Campanha da Fraternidade 2015. 
Ó Pai, Alegria e esperança de vosso povo, vós conduzis a Igreja, servidora da vida, nos caminhos da história. A exemplo de Jesus Cristo e ouvindo sua palavra que chama à conversão, seja vossa Igreja testemunha viva de fraternidade e de liberdade, de justiça e de paz. Enviai o vosso Espírito da Verdade para que a sociedade se abra à aurora de um mundo justo e solidário, sinal do Reino que há de vir. Por Cristo, Senhor nosso. Amém!

08-CANTO DAS OFERENDAS 01
1 - É prova de amor, junto à mesa, partilhar. É sinal de humildade, nossos dons apresentar.
Acolhei as oferendas deste vinho e deste pão e o nosso coração também! Senhor, que vos doastes totalmente por amor, fazei de nós o que convém!
2 - Quem vive para si, empobrece seu viver. Quem doar a própria vida, vida nova há de colher.
3 - Ofertar é bem servir por amor ao nosso irmão. É reunir-se nesta mesa a celebrar a redenção.

CANTO DAS OFERENDAS 02
1 - Recebe, Deus amigo, estes dons que a Ti trazemos, e felizes, entre todos, a partilha nós faremos.
Ó Deus Pai, a Ti trazemos pão e vinho uma vez mais. Um só corpo nós seremos com Jesus e pela paz.
2 - Recebe, Deus amigo, nossos pés e nossos braços, que encontram na unidade o alento pro cansaço.
3 - Recebe, Deus amigo, os projetos que alimentam o convívio e o respeito entre os povos que se enfrentam.

09-SANTO

SANTO, SANTO, SANTO, SOIS VÓS, SENHOR, NOSSO DEUS.
1. O céu e a terra proclamam, proclamam a vossa glória.
2. Bendito o que vem, bendito, em nome do Senhor.
3. Hosana, hosana, hosana, hosana nas alturas.

10-CORDEIRO DE DEUS
Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo. Tende piedade, tende piedade, tende piedade de nós. (bis)
Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo. Dai-nos a paz, dai-nos a paz, dai-nos a paz. Senhor, a vossa paz.

11-CANTO DE COMUNHÃO 01
Nós vivemos de toda a palavra que procede da boca de Deus: a palavra de vida e verdade que sacia a humanidade.
1 - Impelidos ao deserto, retomamos a estrada que conduz ao paraíso, nossa vida e morada.
2 - As prisões da humanidade, assumidas pelo Cristo, são lugares de vitória, Ele veio para isto!
3 - O Senhor nos deu exemplo ao vencer a noite escura: superou a dor do mundo, renovando as criaturas.
4 - Progredimos neste tempo conhecendo o Messias. Ele veio para todos, alegrando nossos dias.
5 - Celebramos a memória do amor que ao mundo veio. Junto dele venceremos o inimigo derradeiro.
6 - Contemplamos nossa terra em mistério fecundada. Flor e fruto são promessas ao findar a madrugada.

CANTO DA COMUNHÃO 02
1 - Vem, ó meu povo, partilhar da minha mesa. Com muito amor esse banquete eu preparei. Este alimento será força na fraqueza, Levanta e come deste pão que consagrei.
Nós te louvamos, ó Senhor, por teu carinho que se faz pão, se faz palavra e traz perdão. A Eucaristia nos sustenta no caminho, nutre a esperança e fortalece na missão.
2- No monte santo da oração, da Eucaristia encontrarás alento e paz, conforto, enfim. Mas na planície da missão, no dia a dia irmãos sofridos já te esperam. Vai por mim!

12-CANTO FINAL
1 - As chagas do ódio e da intolerância se curam com o óleo do amor-compaixão. Na luz do Evangelho, acende a esperança. Vem! Calça as sandálias, assume a missão! (BIS)
Quero uma Igreja solidária, servidora e missionária, que anuncia e saiba ouvir. A lutar por dignidade, por justiça e igualdade, pois “Eu vim para servir”.

REFLEXÃO QUARESMALO SINAL DE SALVAÇÃO”
A Sagrada Escritura proclama que a história está fundada na iniciativa de Pai que, a todos oferece a salvação, sempre condicionada pela acolhida ou recusa de cada pessoa. A primeira leitura nos mostra as repetidas infidelidades do povo diante de Deus. A segunda leitura fala dos pecados do povo, que se desviou da fé e o resultado foi o exílio da Babilônia. Mas Deus não deixa o povo lá para sempre. O Evangelho narra o amor de Deus que chega ao ponto de dar o seu próprio Filho, e insiste também na responsabilidade do homem, que deve fazer uma escolha diante dessa proposta de amor. Define claramente o caminho que devemos seguir para chegar à vida eterna: “acreditar” em Jesus, escutar, acolher sua mensagem e seus valores, segui-Lo no caminho do amor e da entrega ao Pai e aos irmãos. Ser capaz de ultrapassar a indiferença, o comodismo, o egoísmo e realizar gestos concretos de entrega e serviço que tragam alegria, vida e esperança aos irmãos que caminham lado a lado conosco. A Liturgia da Quaresma insiste que o pecado não é irreparável. Para os que creem existe conversão, perdão e salvação. Jesus não veio condenar, e sim salvar. Ele é a luz que nos afasta das trevas, e nos reconcilia com Deus, conduzindo-nos no caminho do amor e da misericórdia. Ele nos deixou a comunidade para continuar sua missão. Como cristãos, somos sinais da luz de Cristo em nossa comunidade?


Refletindo a CF 2015

Buscando viver a partir do Evangelho, os cristãos, as comunidades cristãs, propõem modos de conviver, para não excluir ninguém. Por isso, estão sempre atentos para que nenhuma pessoa seja excluída da sociedade. As comunidades católicas, os cristãos católicos serão sempre ativos quando se trata da justiça, da participação política, da convivência, do cuidado, da solidariedade, da caridade, da autonomia, do acolhimento. Os católicos, as comunidades católicas profundamente
ativas na sociedade não se deixarão tomar pela globalização da indiferença. Saberão chorar com os que choram e rir com aqueles que riem.

LEITURAS
1ª Leitura - 2Cr 36,14-16.19-23
Naqueles dias:
Todos os chefes dos sacerdotes e o povo multiplicaram suas infidelidades, imitando as práticas abomináveis das nações pagãs, e profanaram o templo que o Senhor tinha santificado em Jerusalém. Ora, o Senhor Deus de seus pais, dirigia-lhes freqüentemente a palavra por meio de seus mensageiros, admoestando-os com solicitude todos os dias, porque tinha compaixão do seu povo e da sua própria casa. Mas eles zombavam dos enviados de Deus, desprezavam as suas palavras, até que o furor do Senhor se levantou contra o seu povo e não houve mais remédio. Os inimigos incendiaram a casa de Deus e deitaram abaixo os muros de Jerusalém, atearam fogo a todas as construções fortificadas e destruíram tudo o que havia de precioso. Nabucodonosor levou cativos, para a Babilônia, todos os que escaparam à espada, e eles tornaram-se escravos do rei e de seus filhos, até que o império passou para o rei dos persas. Assim se cumpriu a palavra do Senhor pronunciada pela boca de Jeremias: 'Até que a terra tenha desfrutado de seus sábados, ela repousará durante todos os dias da desolação, até que se completem setenta anos'. No primeiro ano do reinado de Ciro, rei da Pérsia, para que se cumprisse a palavra do Senhor pronunciada pela boca de Jeremias, o Senhor moveu o espírito de Ciro, rei da Pérsia, que mandou publicar em todo o seu reino, de viva voz e por escrito, a seguinte proclamação: 'Assim fala Ciro, rei da Pérsia: O Senhor, Deus do céu, deu-me todos os reinos  da terra, e encarregou-me de lhe construir um templo em Jerusalém, que está no país de Judá. Quem dentre vós todos, pertence ao seu povo? Que o Senhor, seu Deus, esteja com ele, e que se ponha a caminho'. 
Palavra do Senhor.

2ª Leitura - Ef 2,4-10
Irmãos: Deus é rico em misericórdia. Por causa do grande amor com que nos amou, quando estávamos mortos por causa das nossas faltas, ele nos deu a vida com Cristo. É por graça que vós sois salvos! Deus nos ressuscitou com Cristo e nos fez sentar nos céus em virtude de nossa união com Jesus Cristo. Assim, pela bondade, que nos demonstrou em Jesus Cristo Deus quis mostrar, através dos séculos futuros, a incomparável riqueza da sua graça. Com efeito, é pela graça que sois salvos, mediante a fé. E isso não vem de vós; é dom de Deus! Não vem das obras, para que ninguém se orgulhe. Pois é ele quem nos fez; nós fomos criados em Jesus Cristo para as obras boas, que Deus preparou de antemão para que nós as praticássemos.
Palavra do Senhor.

Evangelho - Jo 3,14-21
Naquele tempo, disse Jesus a Nicodemos: Do mesmo modo como Moisés levantou a serpente no deserto, assim é necessário que o Filho do Homem seja levantado, para que todos os que nele crerem tenham a vida eterna. Pois Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, para que não morra todo o que nele crer, mas tenha a vida eterna. De fato, Deus não enviou o seu Filho ao mundo para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele. Quem nele crê, não é condenado, mas quem não crê, já está condenado, porque não acreditou no nome do Filho unigênito. Ora, o julgamento é este: a luz veio ao mundo, mas os homens preferiram as trevas à luz, porque suas ações eram más. Quem pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, para que suas ações não sejam denunciadas. Mas quem age conforme a verdade aproxima-se da luz, para que se manifeste que suas ações são realizadas em Deus.
Palavra da Salvação.

Leituras da Semana
2a feira: Is 65,17-21; Sl 29; Jo 4,43-54
3a feira: Ez 47,1-9.12; Sl 45; Jo 5,1-3a.5-16
4a feira: Is 49,8-15; Sl 144; Jo 5,17-30
5a feira: 2Sm 7,4-5a.12-14a.16; Sl 88;
Rm 4,13.16-18.22; Lc 2,41-51a
6a feira: Sb 2,1a.12-22; Sl 33; Jo 7,1-2.10.25-30
Sábado: Jr 11,18-20; Sl 7; Jo 7,40-53
Domingo: Jr 31,31-34; Sl 50; Hb 5,7-9; Jo12,20-33

AVISOS:
1-No blog público http://catedralcolatinacantos.blogspot.com.br/  estará disponibilizado previamente este e os folhetos litúrgicos futuros “MENSAGEM” ,  bem como as partituras ou cifras dos cantos litúrgicos.