quinta-feira, 16 de julho de 2015

09-08-2015 - A MENSAGEM - CANTOS E PARTITURAS












19º Domingo do Tempo Comum – 09/08/15
JESUS: PÃO DA PALAVRA E DA VIDA
Dia dos Pais e abertura da Semana Nacional da Família

A Família é o lugar privilegiado para a realização pessoal do ser humano, sua missão, como a de Cristo é viver, crescer e aperfeiçoar-se. Exercitando, todo o dia, o que Ele nos ensinou “AMAR – DOAR – PARTILHAR – SERVIR”. É na família que é possível expressar as mais variadas formas de amar. Como em todas as vocações, a vida conjugal também exige compromisso, fidelidade e, sobretudo, perseverança. Somente sabemos das nossas afinidades por alguma atividade, quando nos dispomos a viver as experiências e conhecemos as responsabilidades pertinentes àquela ocupação a qual aspiramos. O relacionamento conjugal nos chama a cultivar o respeito recíproco e convida o casal para praticar o “desinstalar” de sua própria auto-suficiência. As etapas que nos auxiliam a identificar se somos ou não chamados à vocação ao matrimônio se delineiam nos tempos do namoro e do noivado. Nesse período, os casais terão subsídios suficientes para avaliar a proposta de uma vida a dois. Para isso, é importante que conheçam a realidade familiar e todo o compromisso e responsabilidades acerca da vida conjugal por meio do estreitamento do convívio com aqueles que já são casados. Conhecer os preâmbulos da vida conjugal não significa vivê-la de maneira íntima, com o propósito camuflado apenas na satisfação da libido. Da mesma maneira que o jovem vocacionado ao sacerdócio não celebra a Santa Missa antes de sua ordenação, a pessoa vocacionada à vida conjugal não tem por que viver uma experiência para a qual ela não está preparada para assumir, tendo em vista as responsabilidades e o compromisso referentes à plenitude desse chamado. O sacramento do matrimônio nos investe da graça para uma nova etapa que assumimos, num caminho de santidade, em que marido e mulher se formam mutuamente. O casal vocacionado ao matrimônio é, dessa forma convidado para formar família – Igreja particular – formando com aquela pessoa uma só carne, com a qual receberá a investidura do sacramento, que os unirá para um propósito que será realizado em conjunto. Todavia, sem a abertura do coração, por meio de uma vida de oração, não será possível entender com convicção a real importância dessa vocação, a qual, somente com o auxílio de Deus, seremos capazes de cumprir. Os pais devem ser exemplo para seus filhos educando-os para valorizarem a religião e os valores familiares. Os pais devem viver sua vocação e devem incentivar os seus filhos a também ouvirem o chamado de Deus. Com famílias mais conscientes de sua missão já é mais um passo para termos jovens e adultos que dêem uma resposta generosa ao chamado de Deus. 
Texto adaptado de www.cancaonova.com.br


01. REFRÕES MEDITATIVOS

a) Aquele que vos chamou, aquele que vos chamou é fiel, é fiel. Fiel é aquele que vos chamou. (bis)

Partitura disponibilizada sob o número 01 neste link:  CLIQUE AQUI!!

b) Se ouvires a voz do vento, chamando sem cessar; se ouvires a voz do tempo, mandando esperar.
A decisão é tua. (bis) São muitos os convidados. (bis) Quase ninguém tem tempo. (bis)




02. CANTO INICIAL 
1. Nossos corações em festa se revestem de louvor, pois, aqui se manifesta à vontade do Senhor, que nos quer um povo unido a serviço da missão, animado e destemido por amor e vocação!
Cristo, Mestre e Senhor pois, eterno é seu amor. Nesta fonte de água viva somos hoje seus convivas.
2. Nós queremos operários mensageiros do Senhor, que nos façam solidários a serviço do amor construtores da justiça empenhados na missão contra toda injustiça por amor e vocação!

Partitura disponibilizada sob o número 03 neste link:  CLIQUE AQUI!!


03. CANTO DE PERDÃO (1)
1. Senhor, que viestes salvar os corações arrependidos.
Piedade, piedade, piedade de nós. (bis)
2. Cristo, que viestes chamar os pecadores humilhados.
3. Senhor, que intercedeis por nós, junto a Deus Pai que nos perdoa.




04. CANTO DE PERDÃO (2)
1. Senhor que vieste salvar os corações arrependidos.
Kyrie Eleison, Eleison, Eleison Kyrie Eleison, Eleison, Eleison
2. O Cristo que vieste chamar os pecadores humilhados
Christe Eleison, Eleison, Eleison Christe Eleison, Eleison, Eleison
3. Senhor que intercedeis por nós Juntos a Deus Pai que nos perdoa
Kyrie Eleison, Eleison, Eleison Kyrie Eleison, Eleison, Eleison






05.  HINO DO GLÓRIA
Solo: Glória a Deus nas alturas!
A) E paz na terra aos homens por Ele amados
B) Senhor Deus, Rei dos Céus, Deus Pai todo poderoso:
A) Nós vos louvamos,
B) Nós vos bendizemos,
A) Nós vos adoramos,
B) Nós vos glorificamos,
A) Nós vos damos graças por vossa imensa glória.
B) Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito de Deus,
A) Senhor Deus, Cordeiro de Deus,
B) Filho de Deus Pai, tende piedade de nós!
A) Vós que tirais o pecado do mundo,
B) Acolhei a nossa súplica, tende piedade de nós!
A) Só vós sois o Santo, só vós, o Senhor,
B) Só vós, o Altíssimo, Jesus Cristo, Salvador.
A) Com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai.
(A e B) À Santíssima Trindade demos glória para
sempre. Amém!






06. ENTRADA DO LIVRO DA PALAVRA
1. Cada vez que eu venho para te falar, na verdade eu venho para te escutar. Fala-me da vida, preciso te escutar! Fala da verdade que vai me libertar!
2. Cada vez que eu venho para oferecer, na verdade eu venho para receber. Dá-me o pão da vida que vai me alimentar! Dá-me a água viva que vai me saciar!

Partitura disponibilizada sob o número 05 neste link:  CLIQUE AQUI!!

LITURGIA DA PALAVRA
07. PRIMEIRA LEITURA
 LEITURA DO PRIMEIRO LIVRO DOS REIS (19, 4-8)
Naqueles dias: Elias entrou deserto adentro e caminhou o dia todo. Sentou-se finalmente debaixo de um junípero e pediu para si a morte, dizendo: 'Agora basta, Senhor! Tira a minha vida, pois não sou melhor que meus pais'. E, deitando-se no chão, adormeceu à sombra do junípero. De repente, um anjo tocou-o e disse: 'Levanta-te e come!' Ele abriu os olhos e viu junto à sua cabeça um pão assado debaixo da cinza e um jarro de água. Comeu, bebeu e tornou a dormir Mas o anjo do Senhor veio pela segunda vez, tocou-o e disse: 'Levanta-te e come! Ainda tens um caminho longo a percorrer'. Elias levantou-se, comeu e bebeu, e, com a força desse alimento, andou quarenta dias e quarenta noites, até chegar ao Horeb, o monte de Deus. Palavra do Senhor.

08. SALMO RESPONSORIAL (33)
Provai e vede quão suave é o Senhor! (bis)
- Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, seu louvor estará sempre em minha boca. Minha alma se gloria no Senhor; que ouçam os humildes e se alegrem!
- Comigo engrandecei ao Senhor Deus, exaltemos todos juntos o seu nome! Todas as vezes que o busquei, Ele me ouviu, e de todos os temores me livrou.
- Contemplai a sua face e alegrai-vos, e vosso rosto não se cubra de vergonha! Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, e o Senhor o libertou de toda angústia.
- O anjo do Senhor vem acampar ao redor dos que o temem, e os salva. Provai e vede quão suave é o Senhor! Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!

Partitura disponibilizada sob o número 07 neste link:  CLIQUE AQUI!!

09. LEITURA DA CARTA DE SÃO PAULO AOS EFÉSIOS (4, 30–5,2)
Irmãos: Não contristeis o Espírito Santo com o qual Deus vos marcou como com um selo para o dia da libertação. Toda a amargura, irritação, cólera, gritaria, injúrias, tudo isso deve desaparecer do meio de vós, como toda espécie de maldade. Sede bons uns para com os outros, sede compassivos; perdoai-vos mutuamente, como Deus vos perdoou por meio de Cristo. Sede imitadores de Deus, como filhos que ele ama. Vivei no amor, como Cristo nos amou e se entregou a si mesmo a Deus por nós, em oblação e sacrifício de suave odor. Palavra do Senhor.

10. CANTO DE ACLAMAÇÃO
Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia! (bis)
1. Eu sou o pão vivo descido do céu, quem deste pão come, sempre há de viver. Eu sou o pão vivo descido do céu, Amém, Aleluia, Aleluia, Amém!

Partitura disponibilizada sob o número 09 neste link:  CLIQUE AQUI!!

11. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO JOÃO (6, 41-51)
Naquele tempo: Os judeus começaram a murmurar a respeito de Jesus, porque havia dito: 'Eu sou o pão que desceu do céu'. Eles comentavam: 'Não é este Jesus, o filho de José? Não conhecemos seu pai e sua mãe? Como então pode dizer que desceu do céu?' Jesus respondeu: 'Não murmureis entre vós. Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou não o atrai. E eu o ressuscitarei no último dia. Está escrito nos Profetas: `Todos serão discípulos de Deus.' Ora, todo aquele que escutou o Pai e por ele foi instruído, vem a mim. Não que alguém já tenha visto o Pai. Só aquele que vem de junto de Deus viu o Pai. Em verdade, em verdade vos digo, quem crê, possui a vida eterna. Eu sou o pão da vida. Os vossos pais comeram o maná no deserto e, no entanto, morreram. Eis aqui o pão que desce do céu: quem dele comer, nunca morrerá. Eu sou o pão vivo descido do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão que eu darei é a minha carne dada para a vida do mundo'. Palavra da Salvação.

12. ORAÇÃO PELA FAMÍLIA 
Jesus, Maria e José, em Vós, contemplamos o esplendor do verdadeiro amor, a Vós, com confiança, nos dirigimos. Sagrada Família de Nazaré, tornai também as nossas famílias lugares de comunhão e cenáculos de oração, escolas autênticas do Evangelho e pequenas Igrejas domésticas. Sagrada Família de Nazaré, que
nunca mais se faça, nas famílias, experiência de violência, egoísmo e divisão: quem ficou ferido ou escandalizado depressa conheça consolação e cura. Sagrada Família de Nazaré, ajudai-nos a despertar nas famílias, a consciência do caráter sagrado e inviolável e a sua beleza do projeto de Deus.

13. CANTO DAS OFERENDAS 
1. A Ti meu Deus, elevo meu coração, elevo as minhas mãos, meu olhar, minha voz. A Ti meu Deus, eu quero oferecer, meus passos e meu viver, meus caminhos, meu sofrer.
A tua ternura, Senhor, vem me abraçar! E a tua bondade infinita me perdoar! Vou ser o teu seguidor e te dar o meu coração. Eu quero sentir o calor de tuas mãos.
2. A Ti meu Deus, que és bom e que tens amor. Ao pobres e ao sofredor, vou servir e esperar. Em Ti, Senhor, humildes se alegrarão. Cantando a nova canção de esperança e de paz.




14. SANTO
Santo, Santo, Santo, Senhor Deus do universo. O céu e a terra proclamam a vossa glória! Hosana nas alturas, hosana! (bis) Bendito aquele que vem em nome do Senhor. (bis) Hosana nas alturas, hosana! (bis)



15. ABRAÇO DA PAZ 
Vamos cantar. Cantar na paz do meu Senhor Jesus. Deixar que o amor de Deus se torne em nossa vida luz. É tão bom estar aqui, juntos louvando ao Senhor. Soltar a nossa voz e assim, exaltar o Deus de amor.
Laiá... Laiá... Laiá... Laiá... Laiá... Laiá... Laiá. (bis) vamos amar... Vamos sorrir... Vamos rezar...




16. CANTO DE COMUNHÃO (1)
1. Quando te domina o cansaço e já não puderes dar um passo, quando o bem ao mal ceder, e tua vida não quiser ver um novo amanhecer.
Levanta-te e come (bis) que o caminho é longo, caminho longo! Eu sou teu alimento, ó caminheiro! Eu sou o pão da vida verdadeiro! Te faço caminhar, vale e monte atravessar pela Eucaristia, Eucaristia!
2. Quando te perderes no deserto e a morte então sentires perto, sem mais força pra subir sem coragem pra assumir, o que Deus de ti pedir.
3. E quando a dor, o medo, a incerteza, tentam apagar tua chama acesa, e tirar do coração a alegria e a paixão de lutar não ser em vão.
4. Quando não achares o caminho triste e abatido, vais sozinho o olhar sem brilho e luz sob o peso da tua cruz que a lugar nenhum conduz.
5. Quando a voz do anjo não ouvires e o coração de Deus sentires, te acordando para o amor, renovando o teu vigor, água e pão, o bem maior.





17. CANTO DE COMUNHÃO (2)
Eis o pão da vida, eis o pão dos céus que alimenta o homem, em marcha para Deus.
1. Um grande convite o Senhor nos fez e a Igreja o repete a toda vez. Feliz quem ouve e alegre vem trazendo consigo o amor que tem.
2. Um dia por nós o Senhor se deu, do sangue da cruz o amor nasceu. E ainda hoje Ele dá vigor, aos pobres, aos fracos, ao pecador.
3. Se o homem deseja viver feliz não deixe de ouvir o que a Igreja diz: procure sempre se aproximar do Deus feito pão para nos salvar.
4. Há várias maneiras de o receber, efeitos diversos pode conter, não nos suceda comer em vão aquilo que é fonte de salvação.
5. Quem come este pão sempre viverá, pois Deus nos convida a ressuscitar. Oh! Vinde todos, comei também o pão que encerra o sumo bem.




18. CANTO FINAL 
Erguei as mãos pedindo a Deus a proteção e união pela família. (bis)
1. Não há gesto mais bonito do que esse. Quando um filho pede a bênção a seus pais e acredita fielmente que essa bênção vem de Deus, que o fará seguir em paz.
2. A família é o caminho da esperança, a certeza que se tem pra onde voltar, não há nada mais divino e é por isso que a presença de Jesus nela está.

Partitura disponibilizada sob o número 24 neste link:  CLIQUE AQUI!!


AVISOS DA COMUNIDADE

Leituras da Semana
2ª feira: Nm 11,4b-15; Sl 80; Mt 14,13-21
3ª feira: Nm 12,1-13; Sl 50; Mt 14,22-36
4ª feira: Nm 13,1-3a.25b-14,1.26-30.34-35; Sl 105; Mt 15,21-28
5ª feira: Dn 7,9-10.13-14; Sl 96; 2Pd 1,16-19; Mc 9,2-10
6ª feira: Dt 4,32-40; Sl 76; Mt 16,24-28
Sábado: Dt 6,4-13; Sl 17; Mt 17,14-20
Domingo: 1Rs 19,4-8; Sl 33; Ef 4,30-5,2; Jo 6,41-51