domingo, 26 de junho de 2016

10/07/2016 15º Domingo do Tempo Comum





Ano C - 15º Domingo do Tempo Comum - cor verde - 10/07/2016
AMARÁS O SENHOR, TEU DEUS,
E AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO.” (Lc 10, 27)

1.Acolhida
Onde reina amor, fraterno amor. Onde reina
amor, Deus aí está. (3x)

 

2. Canto Inicial
Assim que a tua glória revelar-se, Senhor,
perante a história, tua face contemplarei e
satisfeito pra sempre eu ficarei.
1 - Alegrai-vos no Senhor! Quem é bom, venha
louvar! Peguem logo o violão e o pandeiro pra
tocar. Para ele um canto novo vamos, gente,
improvisar.
2 - Ele cumpre o que promete: podem nele
confiar! Ele ama o que é direito e Ele sabe bem
julgar. Sua palavra fez o céu, fez a terra e fez o mar.
3 - Ele faz do mar um açude e governa os oceanos.
Toda a terra a ele teme, mesmo os corações
humanos. Tudo aquilo que ele diz, não nos causa
desenganos.


 

 

3. Deus nos perdoa

Senhor, Senhor, tende piedade de nós:
1 - Tende piedade da gente, tende piedade do
povo, dai vosso perdão novamente, queremos
um caminho novo.
Cristo, Cristo, tende piedade de nós:
2 - Tende piedade de todos que buscam em Vós
o perdão pra ser semente do novo caminho de
vida e união.
Senhor, Senhor, tende piedade de nós.



4. Apresentação do Livro da Palavra.

A Palavra está perto de ti, em tua boca em teu
coração! (bis )

 


5. Salmo Responsorial (68)
Humildes, buscai a Deus e alegrai-vos: o vosso
coração reviverá! (bis)
- Por isso elevo para vós minha oração, neste
tempo favorável, Senhor Deus! Respondei-me
pelo vosso imenso amor, pela vossa salvação que
nunca falha! Senhor, ouvi-me pois suave é vossa
graça, ponde os olhos sobre mim com grande amor!
- Pobre de mim, sou infeliz e sofredor! Que vosso
auxílio me levante, Senhor Deus! Cantando eu
louvarei o vosso nome e agradecido exultarei
de alegria!
- Humildes, vede isto e alegrai-vos: o vosso
coração reviverá, se procurardes o Senhor
continuamente! Pois nosso Deus atende à prece
dos seus pobres, e não despreza o clamor de
seus cativos.
- Sim, Deus virá e salvará Jerusalém, reconstruindo
as cidades de Judá. A descendência de seus
servos há de herdá-las, e os que amam o santo
nome do Senhor dentro delas fixarão sua morada!

 

6. Canto de Aclamação a escolha.
Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia,
Aleluia, Aleluia! (bis)
1 - Ó Senhor, vossas palavras são espírito e vida;
as palavras que dizeis bem que são de eterna vida!


7. Apresentação dos Dons

Os cristãos tinham tudo em comum, dividiam
seus bens com alegria. Deus espera que os
dons de cada um se repartam com amor no dia
a dia. (bis)

 

8. Canto das Oferendas
(Onde houver Celebração da Palavra)
Não se deve dizer: nada posso ofertar; pois as
mãos mais pobres é que mais se abrem para
tudo dar.
1 - O Senhor só deseja que em nós tudo seja
constante, servir quando nada se tem só resta
dizer: Senhor, eis-me aqui!
2 - Alegrias da vida momentos da lida eu posso
ofertar, pois nas mãos do Senhor, um gesto de
amor não se perderá.


9. Canto das Oferendas
(Onde houver Celebração Eucarística)
1 - Deus prepara uma mesa farta, rica em
alimentos, plena de beleza. Faz no mundo sua
moradia e enfeita a vida com a natureza.
Bens da terra, frutos do trabalho, neste pão e
vinho, vimos ofertar dons da vida, frutos do
chamado, feitos oferendas, neste santo altar.
Recebe, Senhor! Ô, ô, ô, recebe, Senhor! Recebe
Senhor! Ô, ô, ô, recebe, Senhor!
2 - Deus convida toda a humanidade a fazer
da vida sua vocação. Pois, seu Filho, dom da
santidade é o doador e a doação.

 

10. Louvação

1 - Te louvo meu Senhor, pois olhaste para mim.
Caídos e humilhados têm sempre o teu favor. Se
eu não tinha nada bastou-me dizer sim. És o meu
socorro, meu Deus, meu Salvador.
Teu amor sempre faz maravilhas: a quem se faz
menor, estende tua mão. És a luz dos teus filhos
e filhas! Vigor de quem não fecha o coração!
2 - Te louvo meu Senhor, o teu nome é sem igual.
Fizeste grandes coisas em mim que nada sou. O
teu nome é Santo, superas todo o mal. E onde
houver bondade tua mão já transbordou.
3 - Te louvo meu Senhor, pois assim é teu poder:
dispersa os prepotentes, acolhe quem sofreu.
Fere os poderosos, mas nutre e faz crescer quem
se reconhece pequeno filho seu.
4 - Te louvo meu Senhor, que promessa é pra
cumprir: famintos conheceram a graça dos teus
bens. Ricos lá se foram sem nada conseguir com
misericórdia teu povo tu manténs.

 

11. Canto de Comunhão
1 - A mesa tão grande e vazia de amor e de paz - de
paz! Onde há o luxo de alguns, alegria não há -
jamais! A mesa da Eucaristia nos quer ensinar - ah,
ah! Que a ordem de Deus, nosso Pai é o pão partilhar.
Pão em todas as mesas, da Páscoa a nova
certeza, a festa haverá e o povo a cantar aleluia!
A festa haverá e o povo a cantar aleluia!
2 - A força da morte, a injustiça e a ganância de
ter - de ter! Agindo naqueles que impedem ao
pobre viver - viver! Sem terra, trabalho e comida
a vida não há - não há! Quem deixa assim e não
age a festa não vai celebrar.
3 - Irmãos, companheiros na luta vamos dar as
mãos - as mãos! Na grande corrente do amor,
na feliz comunhão - irmãos! Unindo a peleja e a
certeza vamos construir - aqui! Na terra o projeto
de Deus, todo o povo a sorrir!
4 - Que em todas as mesas de pobre haja festa
de pão - de pão! E as mesas dos ricos vazias
sem concentração - de pão! Busquemos aqui
nesta mesa do Pai redentor - do céu! A força e a
esperança que faz todo povo ser povo de Deus!
5 - Bendito o Ressuscitado, Jesus vencedor - ô, ô! No
pão partilhado a presença ele nos deixou - deixou!
Bendita é a vida nascida de quem se arriscou - ô,
ô! Na luta pra ver triunfar neste mundo o amor!

 

12. Canto final
1 - O amor de Deus se mostra em pleno sol, flore
o jardim, dá vida ao beija-flor, brinca no mar e
as nuvens põe no céu, pra me dizer: grande é
teu valor!
2 - O amor de Deus vem antes e depois e vai
além dos sonhos que aprendi. Não se desfaz
nem mesmo ao dizer não. É a luz que diz: filho,
é por aqui!