quarta-feira, 8 de abril de 2015

* TERCEIRO DOMINGO DA PÁSCOA - 19/04/2015

DIOCESE DE COLATINA - ES 
PARÓQUIA DA CATEDRAL DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS 
FOLHETO A MENSAGEM 

AQUELE QUE ACREDITA DÁ TESTEMUNHO DO RESSUSCITADO
3º Domingo da Páscoa 
19/04/2015

01-REFRÃO MEDITATIVO
Ó luz do Senhor que vem sobre a terra, inunda meu ser, permanece em nós!

02-CANTO INICIAL(1)
CRISTO VENCEU, ALELUIA. RESSUSCITOU ALELUIA, O PAI LHE DEU GLÓRIA E PODER, EIS NOSSO CANTO, ALELUIA.
1. Este é o dia em que o amor venceu. Brilhante luz iluminou as trevas. Nós fomos salvos para sempre.
2. Suave aurora veio anunciando que uma nova era foi inaugurada. Nós fomos salvos para sempre.

CANTO INICIAL(2)
Novo dia surgiu e o povo que andava nas trevas viu, uma intensa luz, teu clarão ,tua glória... a resplandecer, Novo povo a trilhar um caminho aberto por tuas mãos Obra nova enfim já podemos ver, nova criação Somos nos este povo alcançado por tua luz fruto da tua obra na cruz
(Refrão)
O Senhor nosso Deus que merece o louvor, todo nosso amor ; É o Rei que venceu, ao Cordeiro a vitória, o poder, honra e glória (2x)
Ressuscitou, ressuscitou

03-CANTO DE PERDÃO
1 - Senhor, tende piedade e perdoai a nossa culpa! E perdoai a nossa culpa!
Porque nós somos vosso povo, que vem pedir vosso perdão!
 2 - Cristo, tende piedade e perdoai a nossa culpa! E perdoai a nossa culpa!
3 - Senhor, tende piedade e perdoai a nossa culpa! E perdoai a nossa culpa!

04-HINO DO GLÓRIA
Glória, glória, glória, aleluia! (bis) Glória, glória, glória, a Deus nos altos céus, paz na terra a todos nós!
1 - Deus e Pai nós vos louvamos (glória a Deus), adoramos, bendizemos (glória a Deus), damos glória ao vosso nome (glória a Deus), vossos dons agradecemos!
2 - Senhor nosso, Jesus Cristo (glória a Deus), unigênito do Pai (glória a Deus), vós de Deus, Cordeiro Santo (glória a Deus), nossas culpas perdoai!
3 - Vós que estais junto do Pai (glória a Deus), como nosso intercessor (glória a Deus). Acolhei nossos pedidos (glória a Deus), atendei nosso clamor.
 4 - Vós somente sois o Santo (glória a Deus), o Altíssimo Senhor (glória a Deus). Com o Espírito Divino (glória a Deus), de Deus Pai no esplendor.

-LITURGIA DA PALAVRA
05-APRESENTAÇÃO DO LIVRO DA PALAVRA
Tua Palavra é lâmpada para os meus pés, Senhor! Lâmpada para os meus pés e luz, luz para o meu caminho! (2x)

06-PRIMEIRA LEITURA
Leitura dos Atos dos Apóstolos (3, 13-15.17-19)
Naqueles dias, Pedro se dirigiu ao povo, dizendo: O Deus de Abraão, de Isaac, de Jacó, o Deus de nossos antepassados glorificou o seu servo Jesus. Vós o entregastes e o rejeitastes diante de Pilatos, que estava decidido a soltá-lo. Vós rejeitastes o Santo e o Justo, e pedistes a libertação para um assassino. Vós matastes o autor da vida, mas Deus o ressuscitou dos mortos, e disso nós somos testemunhas. E agora, meus irmãos, eu sei que vós agistes por ignorância, assim como vossos chefes. Deus, porém, cumpriu desse modo o que havia anunciado pela boca de todos os profetas: que o seu Cristo haveria de sofrer. Arrependei-vos, portanto, e convertei-vos, para que vossos pecados sejam perdoados.

07-SALMO RESPONSORIAL(4)
Sobre nós fazei brilhar o esplendor de vossa face! (bis)
 - Quando eu chamo, respondei-me ó meu Deus, minha justiça! Vós que soubestes aliviar-me nos momentos de aflição, atendei-me por piedade e escutai minha oração!
- Compreendei que nosso Deus faz maravilhas por seu servo, e que o Senhor me ouvirá quando lhe faço a minha prece!
 - Muitos há que se perguntam: “Quem nos dá felicidade?” Sobre nós fazei brilhar o esplendor da vossa face!
- Eu tranquilo vou deitar-me e na paz logo adormeço, pois só vós, ó Senhor Deus, dais segurança à minha vida!

08-SEGUNDA LEITURA
Leitura da Primeira Carta de São João (2, 1-5a,)
Meus filhinhos, escrevo isto para que não pequeis. No entanto, se alguém pecar, temos junto do Pai um Defensor: Jesus Cristo, o Justo. Ele é a vítima de expiação pelos nossos pecados, e não só pelos nossos, mas também pelos pecados do mundo inteiro. Para saber que o conhecemos, vejamos se guardamos os seus mandamentos. Quem diz: 'Eu conheço a Deus', mas não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e a verdade não está nele. Naquele, porém, que guarda a sua palavra, o amor de Deus é plenamente realizado.

O9-ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO
Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia. (bis)
1 - Senhor Jesus, revelai-nos o sentido da Escritura, fazei o nosso coração arder, quando nos falardes.

10-Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas (24, 35-48)
Naquele tempo: Os dois discípulos contaram o que tinha acontecido no caminho, e como tinham reconhecido Jesus ao partir o pão. Ainda estavam falando, quando o próprio Jesus apareceu no meio deles e lhes disse: 'A paz esteja convosco!' Eles ficaram assustados e cheios de medo, pensando que estavam vendo um fantasma. Mas Jesus disse: 'Por que estais preocupados, e porque tendes dúvidas no coração? Vede minhas mãos e meus pés: sou eu mesmo! Tocai em mim e vede! Um fantasma não tem carne, nem ossos, como estais vendo que eu tenho'. E dizendo isso, Jesus mostrou-lhes as mãos e os pés. Mas eles ainda não podiam acreditar, porque estavam muito alegres e surpresos. Então Jesus disse: 'Tendes aqui alguma coisa para comer?' Deram-lhe um pedaço de peixe assado. Ele o tomou e comeu diante deles. Depois disse-lhes: 'São estas as coisas que vos falei quando ainda estava convosco: era preciso que se cumprisse tudo o que está escrito sobre mim na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos'. Então Jesus abriu a inteligência dos discípulos para entenderem as Escrituras, e lhes disse: 'Assim está escrito: O Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia e no seu nome, serão anunciados a conversão e o perdão dos pecados a todas as nações, começando por Jerusalém. Vós sereis testemunhas de tudo isso'

11-RESPOSTA ÀS PRECES
Vossa Igreja vos pede , ó Pai, Senhor nossa prece escutai !

12-ORAÇÃO DO JUBILEU DIOCESANO
Estamos diante de Ti, Senhor, cheios de júbilo, para contemplar, agradecidos, as admiráveis manifestações de Tua presença salvadora e transformadora ao longo desses 25 anos de ação evangelizadora de nossa Igreja Particular de Colatina. Celebrar a vida de nossas comunidades eclesiais manifestada na dedicação de leigos (as), seminaristas, diáconos, religiosos (as), presbíteros e bispos. Reencantar nosso coração no fogo do Teu Espírito a fim de que nossa Igreja Particular reassuma, com ainda mais ardor, sua missão de ser Samaritana a serviço da Vida. Que Tua e nossa Mãe, que invocamos como Nossa Senhora da Saúde, continue nos amparando e guiando para que nunca percamos a alegria de anunciar o Teu Reino a caminho do Pai. Amém

13-CANTO DAS OFERENDAS(1)
As nossas ofertas de vinho e de pão celebram a glória da ressurreição.
 1 - O grão que morrera no seio do chão renasce no trigo, tornando-se pão. A uva amassada, pisada, moída, ressurge no vinho, sustento da vida.
2 - O pão e o vinho são hoje memória do novo Cordeiro na sua vitória, sinais da aliança da terra e dos céus. No Corpo e no Sangue do Filho de Deus.

CANTO DAS OFERENDAS(2)
Vidas que se ofertam neste altar; Para novas vidas gerar; Como o grão de trigo cai e morre para frutificar; Dons que se consagram neste altar; O Eterno vem o tempo tocar; Sacrifício de amor que sempre se renovará ; Como no Altar da Cruz, o milagre da vida se fará; Hoje nossa pobreza se encontra no altar. Com a Tua grandeza, Senhor! Nossa vida perdida no vinho e no pão; Eis a nossa oferta de amor!

14-SANTO
Santo, Santo, Santo, Senhor Deus do universo. O céu e a terra proclamam a vossa glória!
Hosana nas alturas, hosana! (bis) Bendito aquele que vem em nome do Senhor. (bis) Hosana nas alturas, hosana! (bis)


15-ABRAÇO DA PAZ
Um abraço de paz, um abraço de irmão, um abraço que vá alegrar seu coração.(bis) Paz pra você, paz para nós, paz para o mundo. Onde há dor, melancolia, nós vamos levar a paz. (bis)

16-CORDEIRO DE DEUS
Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo
Tende piedade ,tende piedade ,tende piedade ,piedade  de nós! (2x)
Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz ,dai-nos a paz ,dai-nos a paz Senhor, a vossa paz!

17-CANTO DE COMUNHÃO (1)
Cristo, nossa Páscoa, foi imolado, aleluia! Glória a Cristo Rei, ressuscitado, aleluia!
1 - Páscoa Sagrada! Ó festa de luz! Precisas despertar, Cristo vai te iluminar!
2 - Páscoa Sagrada! Ó festa universal! No mundo renovado é Jesus glorificado.
3 - Páscoa Sagrada! Vitória sem igual! A cruz foi exaltada, foi a morte derrotada.
 4 - Páscoa Sagrada! Ó noite batismal! De tuas águas puras nascem novas criaturas.
 5 - Páscoa Sagrada! Banquete do Senhor! Feliz a quem é dado ser às núpcias convidado!

CANTO DE COMUNHÃO (2)
Quando entro nesta procissão, não consigo explicar; Entrego o meu coração que somente quer te amar; Como a noiva que caminha rumo ao altar
E o noivo a te esperar (2X)

Jesus teu Corpo e Sangue me sustenta
Jesus toda minh'alma se estremece
Jesus és razão da minha vida
És o amor, o amor.
Jesus teu Corpo e Sangue me sustenta
Jesus toda minh'alma se estremece
Jesus és razão da minha vida
O motivo maior do meu viver .

Não, não há momento igual a este, não, não há lugar melhor
Não há nada que se possa comparar a esse amor que me faz feliz
Somos a noiva que caminha rumo ao altar
E o noivo bem aqui a nos esperar.

18-CANTO FINAL
EIS QUE FAÇO NOVAS TODAS AS COISAS, QUE FAÇO NOVAS TODAS AS COISAS, QUE FAÇO NOVAS TODAS AS COISAS. (bis)
1. É vida que brota da vida, é fruto que cresce do amor. É vida que vence a morte, é vida que vem do Senhor. (bis)
2. Deixei o sepulcro vazio, a morte não me segurou. A pedra que então me prendia no terceiro dia rolou. (bis)
3. Eu hoje lhe dou vida nova, renovo em ti o amor, lhe dou uma nova esperança, tudo o que era velho passou. (bis)


REFLEXÃO

A Páscoa é o cerne da vida da Igreja e da nossa vocação: somos discípulos e missionários de “Cristo Ressuscitado, fonte e caminho da Missão”. A Páscoa de Jesus e sua vitória sobre a morte devem continuar na Páscoa da vida de todos nós. Podemos dizer que a Páscoa não terminou: ela se cumpriu em Jesus, mas ainda deve cumprir-se em nós e entre nós. Esta é a grande missão da Igreja – Povo de Deus, “sinal” pascal de vida para o mundo: vida que é mais forte do que a morte, Vida em plenitude. A Páscoa, memória anual da paixão, morte e ressurreição do Senhor, é a celebração central do ano litúrgico. O seu núcleo provém dos tempos da Igreja apostólica e está enraizado na Pesah (Páscoa) hebraica. Ao longo dos séculos, a festa recebeu sempre maior destaque com um tempo de preparação (Quaresma) e cinquenta dias de vivência da alegria pascal, até o Pentecostes. Neste clima espiritual, a Liturgia nos chama a viver este tempo com júbilo e renovada esperança e, através da Palavra e das orações, abre para nós, discípulos e discípulas do Ressuscitado, horizontes luminosos de vida em plenitude A Ressurreição suscita sentimentos de medo, de surpresa, de dúvida e de alegria. Há quem afirme que o medo inibe, a surpresa rejuvenesce, a dúvida é o meio caminho andado em direção à verdade, a alegria é consequência da certeza do encontro. Mas, observando atentamente os relatos das aparições de Jesus ressuscitado, todos refletem as dificuldades que os discípulos encontraram para acreditar e reconhecer Jesus ressuscitado. Os discípulos iniciaram o caminho da fé e do testemunho da Ressurreição com dúvidas e incertezas, mas fizeram a experiência do encontro com o Cristo vivo e chegaram à certeza: “Ele está vivo!”, “Realmente o Senhor ressuscitou!”, “Nós o reconhecemos ao partir o pão”. Observemos que esta experiência e a certeza da presença de Jesus vivo e ressuscitado efetuam-se na comunidade reunida, lugar primordial da acolhida, do encontro com o Senhor ressuscitado e da partilha da vida de fé.
Leituras da Semana
2ª feira: At 6,8-15; Sl 118; Jo 6,22-29
3ª feira: At 7,51-8,1a; Sl 30; Jo 6,30-35
 4ª feira: At 8,1b-8; Sl 65; Jo 6,35-40
5ª feira: At 8,26-40; Sl 65; Jo 6,44-51
 6ª feira: At 9,1-20; Sl 116; Jo 6,52-59
 Sábado: 1Pd 5,5b-14; Sl 88; Mc 16,15-20
Domingo: At 4,8-12; Sl 117; 1Jo 3,1-2; Jo 10,11-18