quarta-feira, 3 de agosto de 2016

14/08/2016 20º Domingo do Tempo Comum




DIA DOS PAIS 








DIA DAS VOCAÇÕES
 MATRIMONIAIS



Ano C - 20º Domingo do Tempo Comum - cor verde - 14/08/2016
SOMOS CHAMADOS A TER FIRMEZA NA FÉ
A EXEMPLO DE JESUS E DOS PROFETAS
Pais - Dia das Vocações Matrimoniais - Início da Semana Nacional da Família

01. Acolhida
Senhor, chamaste-me, aqui estou! Chamaste-
me, aqui estou! Ô, ô, ô! Ô, ô, ô! Chamaste-me,
aqui estou!

 

02. Canto Inicial
1 - Nossos corações em festa se revestem de
louvor, pois, aqui se manifesta à vontade do
Senhor, que nos quer um povo unido a serviço
da missão, animado e destemido por amor e
vocação!
Cristo, Mestre e Senhor pois, eterno é seu
amor. Nesta fonte de água viva somos hoje seus
convivas.
2 - Nós queremos operários mensageiros do
Senhor, que nos façam solidários a serviço do
amor construtores da justiça empenhados na
missão contra toda injustiça por amor e vocação!

 

03. Saudação a SS. Trindade

1 - Em nome do Pai que nos criou, e do Filho que
nos salvou e do Espírito Santo que nos une com
amor. (bis)
2 - Amém, amém, amém, amém, amém, amém,
amém, amém, amém, para todo e sempre amém.
(bis)

 

04. Momento de Perdão

1 - Família sem pão e sem lar, família sem pai, e
sem mãe, família sem religião, família sem fé e
oração. É tempo de recomeçar, Jesus nos convida
a amar, acolher, perdoar e viver: o sonho de Deus
na família.
Misericórdia (3x) de Deus na família.
2 - Família sofrida e sem paz, esquecida sem voz
e sem vez, carente de amor e perdão, nas drogas,
na rua ou prisão. É tempo de recomeçar, Jesus nos
convida a amar, acolher, perdoar e viver: o sonho
de Deus na família.
3 - Família que vive o amor, na doença, saúde ou
na dor, na alegria tristeza ou prazer, vem doar
seu amor, seu viver. É hora de darmos as mãos,
elevar ao Senhor nossa voz, cantar juntos a nova
canção: o sonho de Deus na família.

Não fornecido material de ensaio na internet

05. Hino do Glória
.
Glória a Deus lá nos céus, e paz na terra aos
seus! (bis)
1 - Glória a Deus nos altos céus, paz na terra a
seus amados! A Vós louvam, Rei Celeste, os que
foram libertados! Deus e Pai, nós vos louvamos,
adoramos, bendizemos; damos glória ao vosso
nome, vossos dons agradecemos!
2 - Senhor nosso, Jesus Cristo, unigênito do
Pai, Vós, de Deus Cordeiro Santo, nossas culpas
perdoai! Vós que estais junto do Pai como nosso
intercessor, acolhei nossos pedidos, atendei
nosso clamor.
3 - Vós somente sois o Santo, o Altíssimo, o Senhor,
com o Espírito Divino, de Deus Pai no esplendor!

 


06. Apresentação do Livro da Palavra

Palavra não foi feita para dividir ninguém,
Palavra é uma ponte onde o amor, vai e vem.

 

07. Salmo Responsorial (39)
Socorrei-me, ó Senhor, vinde logo em meu
auxílio!
- Esperando, esperei no Senhor, e inclinando-se,
ouviu meu clamor.
- Retirou-me da cova da morte e de um charco
de lodo e de lama. Colocou os meus pés sobre a
rocha, devolveu a firmeza a meus passos.
- Canto novo ele pôs em meus lábios, um poema
em louvor ao Senhor. Muitos vejam, respeitem,
adorem e esperem em Deus, confiantes.
- Eu sou pobre, infeliz, desvalido, porém, guarda
o Senhor minha vida, e por mim se desdobra em
carinho. Vós me sois salvação e auxílio: vinde
logo, Senhor, não tardeis!

 

08. Canto de Aclamação
Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia. (bis)
1 - Minhas ovelhas escutam minha voz, minha voz
estão elas a escutar; eu conheço, então, minhas
ovelhas, que me seguem, comigo a caminhar.

 

09. Apresentação dos Dons

1 - A vida nova, nova família, que celebramos
aqui tem lugar. Tua bondade vem com fartura, é
só sabe reunir, partilhar. Ô, ô, ô, recebe Senhor!
Ô, ô, recebe Senhor!

 

10. Canto das Oferendas
(onde houver celebração da Palavra)

1 - A Ti meu Deus, elevo meu coração, elevo as
minhas mãos, meu olhar, minha voz. A Ti meu
Deus, eu quero oferecer, meus passos e meu
viver, meus caminhos, meu sofrer.
A tua ternura, Senhor, vem me abraçar! E a tua
bondade infinita me perdoar! Vou ser o teu
seguidor e te dar o meu coração. Eu quero sentir
o calor de tuas mãos.
2 - A Ti meu Deus, que és bom e que tens amor.
Aos pobres e ao sofredor, vou servir e esperar.
Em Ti, Senhor, humildes se alegrarão. Cantando
a nova canção de esperança e de paz.

 

11. Canto das Oferendas
(onde houver celebração Eucarística)
1 - Os grãos que formam a espiga se unem pra
serem pão. Os homens, que são Igreja, se unem
pela oblação.
Diante do altar, Senhor, entendo minha vocação:
devo sacrificar a vida por meu irmão. (bis)
2 - O grão caído na terra só vive se vai morrer.
É dando que se recebe, morrendo se vai viver.
3 - O vinho e o pão ofertamos, são nossa resposta
de amor. Pedimos humildemente: aceita-nos, ó
Senhor.

 


12. Canto de Comunhão
1 - A quem nós servimos quando partimos o pão
do amor? Criança sem nome morrendo de fome
eras Tu, Senhor?
Vem ser nesta mesa o pão da igualdade e da
libertação. Teu corpo e teu sangue animem,
sustentem a nossa missão!
2 - A quem acolhemos quando envolvemos
de humano calor? O velho esquecido também
excluído eras Tu, Senhor?
3 - De quem nós cuidamos quando curamos
feridas e dor? O pobre doente da vida descrente
eras Tu, Senhor?
4 - A quem escutamos quando tratamos com
digno valor? O índio poeta de sangue profeta
eras Tu, Senhor?
5 - A quem amparamos quando mostramos um
mundo melhor? O jovem drogado por não ser
amado eras Tu, Senhor?

6 - A quem nos somamos quando irmanados na
luta e na dor? Aquele operário chorando o salário
eras Tu, Senhor?
7 - A quem apoiamos quando medimos do rosto
o suor? O homem do campo em seu desencanto
eras Tu, Senhor?
8 - A quem defendemos denunciando o mal sem
temor? Mulher explorada, o negro ainda escravo
eras Tu, Senhor?

 

13. Canto final
Erguei as mãos pedindo a Deus a proteção e
união pela família. (bis)
1 - Não há gesto mais bonito do que esse. Quando
um filho pede a bênção a seus pais e acredita
fielmente que essa bênção vem de Deus, que o
fará seguir em paz.
2 - A família é o caminho da esperança, a certeza
que se tem pra onde voltar, não há nada mais
divino e é por isso que a presença de Jesus nela
está.